By Published On: 27/02/2015292 wordsViews: 59

Na última semana a Universidade de Aveiro (UA) foi palco do encontro que marcou o início de três projetos financiados pela União Europeia, no âmbito do programa Marie Sklodowska-Curie Research and Innovation Staff Exchange (RISE) do Horizonte 2020. Os projetos são coordenados por membros do grupo de investigação Surface Engineering and Corrosion Protection (SECOP) da UA, liderado por Mário Ferreira, também diretor do Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica (DEMaC) da academia de Aveiro.

“Para o nós a existência de projetos europeus reveste-se duma grande importância, pois são um garante de internacionalização, ao mesmo tempo que permitem o estabelecimento de redes internacionais que funcionam como ancoragem para outras candidaturas”, congratula-se Mário Ferreira. Além disso, aponta o responsável pelo SECOP, “em termos financeiros e humanos representam um importante contributo à investigação em curso.

Assinados na UA na presença dos diferentes parceiros europeus, os projetos têm por nome:

_ “SMARCOAT – Development of Smart Nano and Microcapsulated Sensing Coatings for Improving of Material Durability/Performance”, na área da Engenharia, liderado pelo investigador João Tedim, do CICECO-DEMaC;

_ “TUMOCS – Tuneable Multiferroics Based on Oxygen Octahedral Structures”, no campo da Física, liderado pelo investigador Andrei Salak, do CICECO-DEMaC;

_ “MULTISURF – Multi-functional Metallic Surfaces via Active Layered Double Hydroxide Treatments”, na Química, liderado por Mikhail Zheludkevich, investigador do Helmholtz-Zentrum Geesthacht (Alemanha) e da UA;

Estes projetos financiam a mobilidade internacional e intersectorial de investigadores, num total de 2,4 milhões de euros para o período 2015-2018 e envolvem várias instituições académicas bem como empresas de Portugal, Alemanha, Letónia, Lituânia, Reino Unido, Republica Checa, Bielorússia e Ucrânia.

continue reading

Related Posts